12/05/2012

Café com Motorista: Felipe Camarão - 12 de maio de 2012.

Hoje o Rapadura Biker abdicou de trilhar no Vale do Ceará-Mirim, percorrendo o trajeto denominado "Roteiro dos Engenhos". Mas se assim o fez, foi por uma boa causa. E bote boa nisso!
Desde que conheço Fabiano Silva, um dos integrantes da Bicicletada Natal, que o "Café com Motorista" é sempre pautado em suas conversas. Para ele esse é um importante meio de comunicação entre ciclistas e motoristas de ônibus, uma forma de nos conhecermos e descobrirmos o óbvio: estamos todos no mesmo barco.
Foi por pessoas como Fabiano Silva e por tantos outros que fazem acontecer o "cicloativismo" que os Rapaduras vestiram um dos seus mantos e foram juntar forças com os demais ciclistas, seguindo pedalando até o terminal de ônibus do Bairro de Felipe Camarão. Acredito que para muitos foi a primeira oportunidade de conhecer aquele Bairro, integrante da Zona Oeste da nossa Capital. Ali concentra-se uma grande massa populacional e infelizmente é um bairro estigmatizado, principalmente pelo aspecto da violência.
Quem não foi precisava ver a expressão de espanto das pessoas nas ruas já a partir da Cidade da Esperança. Vi crianças saindo correndo de casa para as calçadas, o que é comum. Vi também trabalhadores de uma oficina e donas de casas admiradas com nossa passagem, o que já não é tão corriqueiro. Conclui e espero que esteja certo que hoje contribuímos de alguma forma para devolver a dignidade daquelas pessoas, pois somente estão acostumadas a receber a visita dos "camburões" e dos "rabecões". Se às pessoas começam a ver que temos a coragem de pedalar pelas ruas do Bairro mais violento da cidade, no mínimo vão refletir e quem sabe concluir que alguma coisa está mudando.
Chegando em Felipe Camarão nos dirigimos ao terminal de passageiros e ali tivemos outra grata surpresa: um local limpo e com boa estrutura para quem vai aguardar o embarque no seu ônibus. Ali tivemos a oportunidade de conversar, ainda que rapidamente, com motoristas e cobradores, ouvindo seus reclamos e fazendo os nossos. Eles ficaram espantados com a nossa presença, muito embora já estivessem avisados. Um dos motoristas confidenciou: "não sabia que vinha tanta bicicleta". Aproveitei a deixa e disse a ele: "isso é por que amanhã é dia das mães e muita gente viajou, senão você ia ver".
Foi uma verdadeira confraternização. Ouvimos atentamente o que foi dito pelos motoristas e também deixamos nossas impressões, tudo feito de forma ordeira, sem agressões e sem desrespeito. 
Com o apoio da SETURN foi servido um delicioso café da manhã e tanto os motoristas quanto os ciclistas comeram à vontade.
Com o apoio da ACIRN ao projeto foi possível sortear uma bicicleta, um capacete e um colete refletivo entre os motoristas e cobradores, demonstrando assim o nosso interesse em trazê-los mais para perto do nosso ciclomundo.
Também foi possível adesivar alguns ônibus com a mensagem da "distância que aproxima" e quem foi nosso parceiro nessa foi Braz Impressões.
Depois de tudo foi a hora de voltar ao lar. Uma parte desfez o caminho de ida e os Rapaduras seguiram pela BR 226, fazendo a trilha do Guarapes só para não deixar passar em branco.
Espero que o projeto continue e que em pouco tempo seus frutos possam ser colhidos. 
Parabéns aos idealizadores do projeto e aos que tiveram coragem de transformá-lo em realidade.
Por fim, quero ressaltar uma frase do Profeta Gentileza, a quem tive o privilégio de conhecer. A frase tem tudo a ver com o que aconteceu hoje: "Gentileza gera gentileza".
Trajeto de hoje.
Ciclistas no meio dos passageiros no terminal de Felipe Camarão.
Mulheres ciclistas.
Parte da galera.
Adesivando.
Mais adesivo.
Pedro Brito falando em nome da ACIRN.
A bicicleta, o capacete e o colete sorteados com os motoristas e cobradores.
O café da manhã.
Quero viver sempre nessa sombra.



Postar um comentário