22/01/2011

A Viagem do Elefante: cordel de Miltinho

Não é que o bicho criou raízes. Vejam que maravilha que acabei de receber de Miltinho, via "i meio":

Amigo Benilton boa noite td bem c vc?
     estou te enviando uma cópia de um cordel q fiz, (kkkkk) imagina ai eu como escritor, p se possível sua aprovação e postagem no blog do rapadura. Se vc puder faça a revisão e, se achar necessária alguma intervenção q o faça. Se achar tb q não é possível publicar por favor me avisa blz? um abraço.



 
A VOLTA DO ELEFANTE (CORDEL)
JOSÉ MILTON NUNES

Meu amigo Benilton me desculpe a intromissão
Mas Tb fiz uns versinhos aqui tds verão
Td começou naquela manhã cinzenta
A galera se reuniu numa algazarra barulhenta
Qdo entrei nessa empreitada, toda a rota eu queria percorrer
mas por causa do meu trabalho, alguns trechos não pude fazer
mas os cabras foram fortes, e não deixaram nada a dever
rodearam o Rio grande divulgando uma missão
q a bicicleta é ecológica, limpa e sem poluição
passamos no litoral norte, mato grande e salineira
lá encontramos o gringo, ciclista bom e sem besteira
a noite foi chegando e fomos convidados a jantar
uma macarronada porreta no bairro alagamar
Pinto foi o mestre cuca e na massa botou p lascar
Estava tão suculenta q nego chegou a babar
No outro dia então tivemos q pedalar
Depois de levar uma pisa das muriçocas do lugar
Pendências,  Areia Branca era nossa direção
Mas no meio do caminho tive uma contusão
Meu joelho estourou e não pude continuar na missão
Fui resgatado por Pinto e a turma seguiu a direção
A costa branca foi vencida com garra e dedicação
A noite estavam todos na terra de Lampião
Despedi-me de toda a turma desejando boa sorte
Pois já tinhamos pedalado  uma boa parte do Rio Grande do Norte
Voltei p Natal qual grande foi minha tristeza
Mas sabia q os reencontraria isso eu tinha a certeza
Na outra semana então rumei p o Acari
Fui com muita alegria pois a turma estava ali
Ao chegar no Acari passei em um oratório
tive q fazer uma prece antes de achar Pedrinho do cartório
que nos acolheu em sua casa as margens do gargalheiras
uma casa com pomar e rodeada  de mangueiras
no outro dia então um café bem reforçado
tinhamos um caminho longo até Santa Cruz era o traçado
mas no meio do caminho tivemos gratas surpresas
ao chegar em Currais Novos foi tudo uma beleza
na entrada da cidade a tv a nos esperar  
com uma linda reporter  p uma entrevista gravar
depois dentro da rua foi aquela animação
na casa da irmã de André uma senhora recepção
tinha doce, água de côco, e até a fruta melão
uma turma muito grande e a galera do bike ação
voltamos p a estrada parecendo uma procissão
pensando  em descer a serra agora era a missão
muita  água foi tomada p nossa hidratação
ao começar a descer a serra tivemos outra surpresa
Fabiano biker bom cabra de muita presteza
Junto  c o m o Aleijadinho de Pombal nos esperavam  a mesa
fizemos algumas fotos e uma pequena hidratação
a base de coca cola foi a nossa salvação
recebemos alguns CDs e retribuímos então
c uma camisa do rapadura que tocou seu coração
fizemos as despedidas e uma pequena oração
pedindo a Santa Rita de Cássia a sua proteção
pois estávamos chegando a sua terra p receber sua benção
ás 15:30 da tarde avistamos aquela imagem
de perto  tivemos a certeza que não era uma miragem
ao chegar em Santa Cruz tivemos q almoçar
comida boa e barata uma fartura aquele lugar
pretendia seguir c a turma até Passa e Fica então
mas meu joelho não deixou aquela velha contusão
depois de 100 kms de pedal ele abriu o bico e disse não
com muita tristeza fiquei mas agi c a razão
vim embora p Natal c uma dor no coração
tinha que me preparar p a grande finalização
segunda –feira a noitinha preparei a minha lista
terça-feira logo cedo tinha q pegar o motorista
era nosso amigo Montinny q cedo tava na pista
Barra de Cunhaú era nossa direção
Saímos ás 05:30 c grande animação
Ás 06:30 chegamos ao destino marcado
Encontramos toda a turma num café bem reforçado
Tomamos um bom café por apenas alguns trocados
Fizemos alguns fotos naquele lugar legal
Arrumamos nossas bikes e ao povo falamos tchau
Pois agora íamos no rumo de nossa linda Natal
Pedalando nosso caminho agora ficou legal
Todo ele a beira mar era outro visual
Rapidinho veio a Pipa c os seus chapadões
Com suas lindas praias suas grandes atrações
No parque ecológico aprendemos umas  grandes lições
Q preservar a natureza será o futuro das nações
Atravessamos o rio de Tibau numa balsa porreta
Pois Raimundo e federal já estavam em Barreta
E o fotografo Assis com a sua monareta
Na praia de Malembá Lindas fotos foram feitas
Para todo mundo olhar e não fazer uma desfeita
pegamos a velha rota do sol com toda turma satisfeita
agora todo o pensamento está voltado p uma direção
avenida Airton Senna onde começou toda a Ação
ao chegarmos ao local uma grande multidão
tinha bandinha de música  e também tinha rojão
foi uma cena marcante q mexeu meu coração
familiares e amigos todos com muita emoção
Bené, Othon, Janiara, Amanda e até o Naldão
Que andava meio sumido mas veio apertar nossa mão
Ficamos todos satisfeitos com aquela exaltação
Dissemos Deus obrigado pela nossa criação
Pois sem o senhor não teríamos cumprido nossa missão
Dissemos também obrigado a todos que não nos disseram não
Que nos ajudaram no caminho a conhecer nosso chão
Que nos receberam em suas casas como amigos irmãos
O senhor esteja convosco essa é minha intenção
A volta do elefante foi completada então
A todos que participaram me ajudaram na hora da precisão
Saibam que vocês estão morando dentro do meu coração.
Um abraço a todos e que tenham Deus como adoração

José Milton Nunes em 22/01/2011